Alzheimer: principais causas e dicas de prevenção

Modificao em

Alzheimer: principais causas e dicas de prevenção

O Alzheimer consiste em uma doença neuro-degenerativa que ocasiona o declínio das funções cognitivas. Os acometidos por essa doença são em sua quase totalidade idosos, mesmo assim podem acontecer casos de pessoas com menos de sessenta anos apresentarem o quadro sintomático de alzheimer.

O Alzheimer provoca o declínio das funções cognitivas do indivíduo, com a consequente redução de sua capacidade de trabalho e interação no contexto das relações sociais. A personalidade começa a apresentar traços diferenciais que são notados a princípio pela perda da memória recente.

A comprovação do diagnóstico da doença advém de testes que avaliam juízo, atenção, percepção, memória, raciocínio, imaginação, linguagem e pensamento. A realização de tomografia cerebral e ressonância magnética, também contribuem na confirmação da doença.

O indivíduo com Alzheimer começa a perder sua memória recente, e esquece, por exemplo, que realizou uma refeição, que conversou com alguém ao telefone. Os acontecimentos passados costumam ser lembrados com precisão e no decorrer da evolução do quadro o doente irá se situar mais no universo de suas recordações.

O Alzheimer ocasiona considerável impacto no cotidiano da pessoa e compromete sua capacidade de aprendizado, atenção, orientação, compreensão e linguagem. É comum que o doente comece a perder a noção de espaço e tempo. Assim não é aconselhável permitir que o idoso faça caminhadas na rua sem a companhia de um auxiliar.

Devido à perda progressiva da memória o doente pode se sentir muito confuso. Aconselha-se a família que não o pressione para que se lembre de fatos que fogem a sua capacidade. É importante ajudar o doente a se situar no momento presente.

Há algumas estratégias de prevenção do Alzheimer que podem ser executadas pelo indivíduo. É importante evitar a ingestão de gorduras saturadas, pois elas causam danos às células do cérebro e prejudicam seu funcionamento. Recomenda-se a substituição de alimentos gordurosos por outros com baixo teor de gordura.

É importante que o cérebro seja estimulado com frequência. O idoso deve assumir como compromisso diário a leitura, seja de jornal, revista, ou algum livro que o interesse. A atividade intelectual mantém a atividade do cérebro.


Os comentários estão fechados.