Quais são as características de um bom cuidador de idoso?

Modificao em

Quais são as características de um bom cuidador de idoso?

Com o aumento da população idosa no Brasil (e no mundo), uma profissão que tem ganhado cada vez mais visibilidade e demanda é a de cuidador de idoso, seja pela simples preocupação da família ou pela necessidade derivada das limitações trazidas pela idade.

Mas, como identificar um bom cuidador de idosos? E, para quem está pensando em se aventurar nesse crescente mercado de trabalho, como saber se tem vocação para atuar nessa área?

Bem, aqui estão as principais características que um cuidador de idoso deve ter

Paciência

Com o desgaste natural do tempo, é normal que o pensamento e o corpo do idoso sejam um pouco mais lentos, o que exige que o cuidador tenha paciência e seja compreensivo.

Por isso, o cuidador deve procurar sempre entender as limitações do idoso e buscar soluções para problemas que ainda não surgiram, evitando discussões que apenas deixariam o ambiente de trabalho ainda mais delicado, especialmente com a família.

Muito relacionada à paciência está outra característica imprescindível para o cuidador, que é a…

Empatia

Entender que um dia o cuidador será um idoso precisando de cuidado fará com que ele trate o idoso da forma como gostaria de ser tratado quando os papéis se inverterem.

Para isso, ser um bom ouvinte pode ajudar, até mesmo porque é comum que pessoas com mais idade já tenham perdido muitos dos entes queridos e/ou amigos antigos, o que gera uma certa “necessidade” de conversar, contar suas histórias e desabafar.

Nesse ponto, é muito importante que o cuidador tenha, também, muita…

Atenção

Quando o idoso está conversando, saciando essa “necessidade” de conversar, é importante que o cuidador esteja atento verdadeiramente à conversa, interagindo e respondendo. E, com isso, o cuidador começa a identificar diversas necessidades antes que o idoso fale alguma coisa e, até mesmo, necessidades que nem foram mencionadas verbalmente.

Além disso, é comum que o idoso tenha que tomar mais de uma medicação por dia e/ou tenha alguns cuidados extras, o que exige do cuidador atenção aos detalhes. Um erro pode ter consequências bem graves e, por isso, é muito importante que o cuidador tenha algum…

Conhecimento na área

Por mais que não seja obrigatório que o cuidador tenha algum curso superior, é recomendado que ele tenha cursos especializados, especialmente na área de enfermagem, para que saiba lidar com possíveis situações inesperadas.

Inclusive, há diversas instituições que oferecem cursos específicos para cuidadores de idoso, como o próprio Senac.

Então, se você se interessa pela área e sente que se encaixa nesse perfil, procure algum curso que agregue ainda mais valor ao seu currículo e que te capacite a cuidar da melhor forma possível.


Comentários